Notícias PJe

TRT-SC adota mecanismos para ampliar a segurança da consulta pública ao PJe

O TRT de Santa Catarina adotou em dezembro de 2016, uma nova aplicação para aprimorar a segurança da consulta pública do PJe. A funcionalidade captcha utilizada atualmente – aquela combinação de letras e números que o usuário deve digitar para acessar uma página - será reforçada pela recaptcha, que vai funcionar como uma camada superior de proteção aos dados do sistema.

A mudança vai ocorrer inicialmente nas consultas processuais do PJe e será mais percebida apenas pelo público externo, como advogados e partes. Para não prejudicar a usabilidade, o código de segurança será exigido novamente somente após transcorridas três horas da primeira consulta.

Robôs

A instalação de dispositivos para garantir maior proteção aos dados foi determinada pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) a todos os Regionais, com o objetivo de coibir pesquisas ilícitas realizadas através de ações automatizadas. Os servidores Valdir Cunha e Carlos Une, que trabalham nas equipes de Sustentação e Infraestrutura dos sistemas de Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC) do Tribunal, respectivamente, revelam que diariamente são bloqueadas diversas pesquisas desta natureza.

"Nosso sistema é capaz de identificar muitos acessos em um único segundo, conduta incompatível com seres humanos operando máquinas", explica Cunha", observa o servidor. As tentativas de invasão, segundo ele, provavelmente acontecem para obter dados de partes envolvidas em ações trabalhistas que podem ser utilizadas para diversos fins – nem sempre legais.

O Recaptcha bloqueia as ações automatizadas, legitimando os usuários que desejam obter informações processuais a que a consulta pública se destina. A intenção é que essa aplicação seja instalada também na consulta de jurisprudência. "Queremos ampliar a segurança em todas as consultas externas que forem implementadas daqui pra frente", conclui o servidor.

Fonte: TRT SC

Média (0 Votos)