Publicador de conteúdo Publicador de conteúdo

Retornar para página inteira

Ampla Energia e empregados estudam proposta de conciliação de R$ 150 milhões



(Qui, 15 Mai 2014 17:05:00)

O Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Energia Elétrica de Niterói e a Ampla Energia e Serviços S.A analisarão proposta de conciliação no valor de R$ 150 milhões feita pelo ministro Fernando Eizo Ono, em audiência realizada nesta quinta-feira (15) no Tribunal Superior do Trabalho.

O processo, que tem 25 anos, trata do pagamento da URP (Unidade de Referência de Preços) aos empregados da Ampla. A audiência de conciliação foi realizada no Núcleo Permanente de Conciliação (NUPEC) e presidida por Eizo Ono, relator do processo na Quarta Turma.

A proposta de conciliação foi feita pelo ministro após os empregados recusarem proposta de R$ 20 milhões apresentada pela empresa. O valor inicial proposto pelos empregados foi de R$ 794 milhões, que corresponderia a 70% do valor da condenação, de acordo com cálculos do sindicato, não endossados pela Ampla.

Uma nova audiência de conciliação foi marcada para o dia 29 de maio, quando as partes comunicarão se aceitam ou não a proposta do TST.

Processo: AI-RR-88400-80.1989.5.01.0241

 (Augusto Fontenele/CF)

O Núcleo Permanente de Conciliação (Nupec) do Tribunal Superior do Trabalho foi instituído em novembro de 2012, com o objetivo de estimular a prática dos meios consensuais para a resolução de litígios no âmbito do TST. Uma de suas atribuições é a atuação junto aos núcleos de conciliação dos Regionais, auxiliando nas audiências de conciliação de forma administrativa e operacional.

Esta matéria tem caráter informativo, sem cunho oficial.
Permitida a reprodução mediante citação da fonte.
Secretaria de Comunicação Social
Tribunal Superior do Trabalho
Tel. (61) 3043-4907
secom@tst.jus.br
Inscrição no Canal Youtube do TST