Publicador de conteúdo Publicador de conteúdo

Retornar para página inteira

Presidenta da República nomeia ministra Cristina Peduzzi para o CNJ



O Diário Oficial da União (DOU) de hoje (25) publicou a nomeação, pela presidenta Dilma Rousseff, da ministra Maria Cristina Irigoyen Peduzzi, do Tribunal Superior do Trabalho, para o Conselho Nacional de Justiça (CNJ).  A ministra foi indicada pelo TST para a vaga anteriormente ocupada pelo ministro Carlos Alberto Reis de Paula, que se afastou do CNJ ao assumir a Presidência do Tribunal, em março.

A ministra Cristina Peduzzi é bacharel em Direito e mestre em Direito, Estado e Constituição pela Universidade de Brasília (UnB). Atuou como advogada nos Tribunais Superiores desde 1975 até sua posse no TST, em junho de 2001, em vaga destinada à advocacia. Foi procuradora da República e do Trabalho e professora em cursos de graduação e pós-graduação, presidente da Academia Nacional de Direito do Trabalho (2002/2005) e é articulista e conferencista em diversos congressos jurídicos, além de autora de livros e publicações.

No TST, integrou o Conselho Consultivo da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados do Trabalho (Enamat) de 2005 a 2009, presidiu a Oitava Turma e exerceu a Vice-Presidência no biênio 2011/2013. Em fevereiro, pouco antes do término de sua gestão como vice-presidente, o Pleno do TST a elegeu por aclamação e unanimidade para indicação ao CNJ. 

Esta matéria tem caráter informativo, sem cunho oficial.
Permitida a reprodução mediante citação da fonte.
Secretaria de Comunicação Social
Tribunal Superior do Trabalho
Tel. (61) 3043-4907
imprensa@tst.jus.br
 
Inscrição no Canal Youtube do TST