Publicador de conteúdo Publicador de conteúdo

Retornar para página inteira

Mais de 13mil operários de Santo Antônio participam do ato pelo trabalho seguro



(Ter, 20 Nov 2012, 09:46)

Nem a chuva evitou que mais de 13 mil trabalhadores se empolgassem com o show da dupla sertaneja "Chitãozinho e Xororó", ontem (19/11), durante o ato pelo "Trabalho Seguro",  realizado no canteiro de obra da Usina Hidrelétrica Santo Antônio em Porto Velho (RO). Todos cantaram os novos e antigos sucessos da dupla.

Esse foi o 11º ato público realizado pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) e pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) e foi o primeiro em canteiro de obra de usina hidrelétrica. De acordo com o presidente do TST e do CSJT, ministro João Oreste Dalazen, esta é uma expansão do programa "Trabalho Seguro", que antes visitou as obras de dez estádios que serão palcos da Copa do Mundo de 2014. "E agora vamos visitar as grandes aglomerações de operários para transmitir essa mensagem de cunho educacional" revelou.

O ministro voltou a alertar para a necessidade dos trabalhadores se prevenirem contra o acidente de trabalho, utilizando os equipamentos de segurança e adotando todos os cuidados necessários para a sua segurança. Ele destacou também o papel importante do empregador na campanha pela diminuição dos índices de acidentes no país, considerados alarmantes. "Quanto aos empresários, o nosso propósito é demonstrar que investir em segurança é muito melhor do que suportar os encargos pesadíssimos em um eventual acidente de trabalho", explicou. 

A dupla "Chitãozinho e Xororó" disse que o ato era "uma oportunidade de levar adiante essa mensagem de conscientização do trabalhador brasileiro", principalmente nesse momento, quando "tudo está muito acelerado" por causa da Copa do Mundo e das Olimpíadas.

Durante o ato pelo Trabalho Seguro, os operários receberam kits com brindes e material didático a respeito de prevenção de acidentes e os direitos dos trabalhadores. Também houve sorteio de brindes fornecidos por instituições parceiras.

O ato público já foi realizado em grandes obras da construção civil em Porto Alegre, Recife, Salvador, Brasília, Belo Horizonte, São Paulo, Natal, Cuiabá, Rio de Janeiro e Fortaleza. O evento pretende alertar os trabalhadores sobre os riscos das atividades diárias, já que a construção civil é a recordista no número de mortes em acidentes. A cada 100 vítimas no trabalho, pelo menos seis são pedreiros, serventes ou outros trabalhadores de canteiros de obras.

(Augusto Fontenele/RA - Fotos: Aldo Dias)

Esta matéria tem caráter informativo, sem cunho oficial.
Permitida a reprodução mediante citação da fonte.
Secretaria de Comunicação Social
Tribunal Superior do Trabalho
Tel. (61) 3043-4907 
imprensa@tst.jus.br
Inscrição no Canal Youtube do TST