Publicador de conteúdo Publicador de conteúdo

Retornar para página inteira

Ministro Lelio Bentes Corrêa encerra correição no TRT da 4ª Região (RS)



Entre outros pontos positivos, ele destacou a produtividade do primeiro grau.

O corregedor-geral da Justiça do Trabalho, ministro Lelio Bentes Corrêa, encerrou na sexta-feira (29) a correição ordinária realizada no Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (RS) com uma avaliação positiva do desempenho da Justiça do Trabalho no estado. “Esse Tribunal, pelo que vi, merece estar em posição de destaque no ranking dos Tribunais Regionais do Trabalho no país. Os números não fazem justiça ao esforço e à qualidade dos serviços prestados pela magistratura de primeiro e de segundo grau, nem pelos servidores e servidoras desta casa”, afirmou o ministro, antes da leitura da ata da correição.

Engajamento

Entre outros aspectos, o corregedor-geral citou a produtividade do primeiro grau, que atingiu 145,5% do número de processos recebidos em 2018. Esse dado posiciona a 4ª Região como a quinta mais produtiva do país e a primeira entre os Tribunais de grande porte. “Não há dúvida de que todos estão trabalhando pelo melhor, mas a função do corregedor é pedir que façam um esforço adicional, tendo em vista que a redução do acervo de processos terá um impacto grande no desempenho do Tribunal e na prestação de serviço ao jurisdicionado”, ponderou o ministro, ao reconhecer os bons índices.

Ações afirmativas

Em relação às politicas afirmativas, o magistrado destacou as ações desenvolvidas pelos Comitês de Equidade de Gênero e de Combate ao Assédio Moral que resultam na distribuição mais equilibrada de magistrados, servidores e ocupantes de cargos de confiança por gênero do país. “Este não é só um ato de equidade, é um ato de inteligência administrativa”, observou.

O ministro Lelio ressaltou ainda a visita que fez ao Projeto Pescar, que tem como objetivo a promoção de oportunidades de desenvolvimento pessoal, cidadania e iniciação profissional para jovens em situação de vulnerabilidade social por meio de parcerias com empresas e organizações. A iniciativa foi citada com boa prática do TRT, que apoia e ajuda o projeto.

(Com informações da Secom/TRT4)

Esta matéria tem cunho meramente informativo.
Permitida a reprodução mediante citação da fonte.
Secretaria de Comunicação Social
Tribunal Superior do Trabalho
Tel. (61) 3043-4907
secom@tst.jus.br
Inscrição no Canal Youtube do TST