Publicador de conteúdo Publicador de conteúdo

Retornar para página inteira

Presidente e ouvidor-geral do TST fecham parceria com a OAB para pesquisa de satisfação



O presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Brito Pereira, e o ministro Cláudio Brandão, ouvidor-geral do TST, visitaram nesta quarta-feira (3) o presidente nacional do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Claudio Lamachia. A pauta do encontro foi a pesquisa de satisfação mediante a qual a Ouvidoria do TST visa avaliar, junto à sociedade, a qualidade dos serviços prestados pelo Tribunal.

Parceria

Segundo o ministro Cláudio Brandão, o objetivo da visita foi convidar oficialmente a advocacia brasileira a participar da pesquisa, incentivando os profissionais a indicar as demandas mais importantes para a classe no âmbito do Tribunal. “Sem dúvidas, a parceria com a OAB tornará a pesquisa ainda mais qualitativa”, afirmou.

Cláudio Lamachia destacou que a parceria visa ouvir impressões, críticas, sugestões e ideias da advocacia para o melhor funcionamento de todas as áreas do Tribunal. “É fundamental que advogadas e advogados participem para que os resultados sejam fidedignos e auxiliem os trabalhos e o atendimento do TST”, apontou o presidente nacional da OAB.

Abrat

Nos mesmos termos da parceria firmada com a OAB, o ministro Brito Pereira enviou ofício à Associação Brasileira de Advogados Trabalhistas (Abrat), visando incentivar a participação dos advogados que militam na Justiça do Trabalho na pesquisa. 

Pesquisa

A sétima edição da Pesquisa de Satisfação pode ser respondida até 31/10. Por meio de um questionário online, os usuários dos serviços do TST (advogados, partes em processos, estudantes e público em geral) podem informar seu índice de satisfação com as atividades realizadas e indicar sugestões de melhoria. 

O questionário abrange pontos como qualidade no atendimento, o TST-Push, portal da Internet, tramitação de processos e consultas ao Diário Eletrônico da Justiça do Trabalho. O formulário também possui campos abertos para sugestões, críticas ou elogios.

Clique aqui para participar da pesquisa.

(Secom/TST, com informações e fotos da OAB)

Inscrição no Canal Youtube do TST