Publicador de conteúdo Publicador de conteúdo

Retornar para página inteira

Alexandre Ramos toma posse no cargo de ministro do TST



O Pleno do Tribunal Superior do Trabalho realizou nesta quarta-feira (4) a sessão solene de posse do ministro Alexandre Luiz Ramos, que ocupará a vaga destinada a magistrados de carreira decorrente da aposentadoria do ministro João Oreste Dalazen. Conforme o protocolo, o novo integrante da Corte leu o compromisso de posse e assinou o livro com o respectivo termo e recebeu do presidente do TST, ministro Brito Pereira, a comenda da Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho no grau de Grã-Cruz. Em nome do TST, o ministro presidente deu as boas-vindas ao novo integrante da Corte lembrando a trajetória do ministro Alexandre Ramos na magistratura do trabalho.

A solenidade contou com a presença, na mesa de honra, do ministro Jorge Mussi, do Superior Tribunal de Justiça; do governador em exercício do Estado de Santa Catarina, Eduardo Pinho Moreira; do ministro de Estado da Justiça, Torquato Jardim; do presidente do Colégio de Presidentes e Corregedores dos Tribunais Regionais do Trabalho, desembargador Wilson Fernandes; do desembargador Ernani Guetten de Almeida, do Tribunal de Justiça de Santa Catarina; do juiz do trabalho Guilherme Guimarães Feliciano, presidente da Associação Nacional dos Magistrados do Trabalho; do procurador-geral do Trabalho, Ronaldo Curado Fleury; e do advogado Túlio Cavallazzi Filho, representante do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil.

Trajetória

Nascido em Porto Alegre (RS), Alexandre Luiz Ramos tem mestrado e doutorado em Direito do Trabalho pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). O ministro ingressou na Justiça do Trabalho como servidor em 1988. Cinco anos depois, passou em concurso para a magistratura do trabalho da 12ª Região e atuou como juiz substituto até 1998, quando foi promovido a titular. Nesta condição, trabalhou em Xanxerê, Chapecó, Araranguá, Imbituba, Itajaí, São José e Florianópolis, onde comandava a 6ª Vara do Trabalho. Em dezembro de 2016, foi nomeado desembargador do Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região (SC) pelo critério de merecimento.

Em 18/12/2017, seu nome foi escolhido pelo Pleno do TST para integrar a lista tríplice destinada ao preenchimento da vaga decorrente da aposentadoria do ministro João Oreste Dalazen, em novembro daquele ano. Dois dias depois, o presidente da República, Michel Temer, o indicou para o cargo. Alexandre Ramos foi sabatinado e teve sua indicação aprovada pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado Federal no dia 21/2/2018, a qual foi confirmada pelo plenário daquela Casa Legislativa em 27/2. No TST, o ministro comporá a Quarta Turma e a Subseção II Especializada em Dissídios Individuais (SDI-2).

Confira a galeria de fotos da posse no Flickr do TST.

(Redação/Secom. Fotos: Giovanna Bembom)

Assista à reportagem da TV TST:

Inscrição no Canal Youtube do TST