Publicador de conteúdo Publicador de conteúdo

Retornar para página inteira

Nota de pesar pelo falecimento de Maurício Campos Bastos

A Presidência do Tribunal Superior do Trabalho manifesta profundo pesar pelo falecimento do juiz do trabalho aposentado, advogado e jornalista Maurício Campos Bastos, aos 87 anos, em Brasília. O magistrado deixa esposa, dona Clea, e nove filhos, entre eles o ministro do TST Guilherme Caputo Bastos.

"Maurício Campos Bastos teve uma brilhante trajetória profissional, contribuindo fortemente para o engrandecimento do Direito do Trabalho e do Direito Desportivo. Era um ser humano humilde, generoso e bem-humorado, um exemplo de vida espiritual, familiar e profissional para todos nós", afirma o presidente do TST, ministro Ives Gandra Martins Filho.

Maurício Campos Bastos iniciou a carreira como jornalista, tendo se destacado por sua atuação no rádio e por ter entrevistado grandes personalidades. Formou-se em Direito e, em 1962, foi nomeado juiz substituto do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região (Minas Gerais). Em 1972, mudou-se com a família para Brasília, passando a atuar na 10ª Região (Distrito Federal/Tocantins) até se aposentar, quando então passou a se dedicar à advocacia. Também foi professor de Direito em várias faculdades.

O velório ocorrerá  às 12h na Capela 1 do Cemitério Campo da Esperança em Brasília. E o sepultamento será às 16h. 

Esta matéria tem caráter informativo, sem cunho oficial.
Permitida à reprodução mediante citação da fonte.
Secretaria de Comunicação Social
Tribunal Superior do Trabalho
Tel. (61) 3043-4907
secom@tst.jus.br