Publicador de conteúdo Publicador de conteúdo

Retornar para página inteira

Empregados da Eletrobras suspendem greve após proposta de acordo do vice-presidente do TST

 
                         Baixe o Áudio
      
 
REPÓRTER: Os empregados da Eletrobras, que estavam em greve, se comprometeram a suspender o movimento até o dia 22 de agosto após audiência de conciliação no Tribunal Superior do Trabalho. Nessa data, uma nova reunião será realizada. Até lá, os representantes do Sistema Eletrobras e dos empregados da companhia vão analisar a proposta de reajuste feita pelo vice-presidente do TST, ministro Emmanoel Pereira.
 
Pela sugestão, o aumento será de 5% retroativo a maio, e mais 4,28% em agosto, sem retroatividade. Originalmente, a empresa sugeriu 5% em maio e 4,28% até novembro. Os dois percentuais somados correspondem ao índice de inflação do período.
 
Os representantes dos empregados se comprometeram a levar a proposta para análise da categoria em assembleia. Já a Eletrobras informou não ter condições de se manifestar sobre o que foi proposto antes de apurar os impactos financeiros e de consultar o Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais, ligado ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão.
 
Atualmente, a mobilização conta com a participação de parte dos trabalhadores, principalmente da área administrativa. As entidades sindicais, no entanto, garantiram ao ministro Emmanoel Pereira a operação contínua do sistema, principalmente devido ao início das Olimpíadas, na próxima semana.
 
Em contrapartida, a Eletrobras se comprometeu a não descontar os dias parados em razão da greve, até o fim das negociações.
 
Reportagem: Ailim Bras
Locução: Liamara Mendes
 
Esta matéria tem caráter informativo, sem cunho oficial.
Permitida a reprodução mediante citação da fonte.
Coordenadoria de Rádio e TV
Tribunal Superior do Trabalho
Tel. (61) 3043-4264
crtv@tst.jus.br