Publicador de conteúdo Publicador de conteúdo

Retornar para página inteira

Estivadores e operadores portuários se reúnem no TST



O presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Ives Gandra Martins Filho, mediou nesta sexta-feira (8), audiência de instrução e conciliação entre o Sindicato dos Estivadores de Santos, São Vicente, Guarujá e Cubatão (Sindestiva) e o Sindicato dos Operadores Portuários do Estado de São Paulo (SOPESP). A audiência, proposta pelo próprio ministro, terminou com um acordo informal de que a categoria não fará greve até a próxima sexta-feira (15), quando as partes se reunirão novamente no TST, às 14h30.

O Sindestiva contesta decisão da Seção Especializada em Dissídios Coletivos (SDC) do TST, de outubro de 2015, que definiu o aumento para 66,66% de trabalhadores com vínculo de emprego, em relação aos avulsos, a partir de julho. Na segunda-feira (4), eles paralisaram por cerca de 24h as atividades no Porto de Santos, reivindicando a manutenção do percentual de 50% de requisição de avulsos, conforme previa o acordo coletivo da categoria antes da decisão do TST.

O sindicato patronal sustenta que as empresas estão cumprindo o que foi definido pela Justiça do Trabalho.

(Alessandro Jacó. Foto: Aldo Dias)

Processo: AgR-EI-ED-RO-1000895-40.2015.5.02.0000

Esta matéria tem caráter informativo, sem cunho oficial.
Permitida a reprodução mediante citação da fonte.
Secretaria de Comunicação Social
Tribunal Superior do Trabalho
Tel. (61) 3043-4907
secom@tst.jus.br
Inscrição no Canal Youtube do TST