Publicador de conteúdo Publicador de conteúdo

Retornar para página inteira

Justiça do Trabalho é finalista em três categorias de Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça



A Secretaria de Comunicação (Secom) do Tribunal Superior do Trabalho e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) é finalista em três categorias do XIV Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça de 2016, promovido pelo Fórum Nacional de Comunicação e Justiça (FNCJ).

A Secom concorre ao prêmio na categoria Comunicação de Interesse Público, com a campanha "Trabalho Infantil: você não vê, mas existe", na categoria Mídia Radiofônica, com o programa "Trabalho e Justiça", e no quesito Programa de TV com os informativos "Jornada" e "Revista TST".

Os vencedores serão anunciados durante o XII Congresso Brasileiro de Assessores de Comunicação da Justiça (Conbrascom), nos dias 16 e 17 de junho, em Belém (PA).

Trabalho Infantil: você não vê, mas existe

Desde 2012, o Programa de Combate ao Trabalho Infantil da Justiça do Trabalho busca conscientizar a sociedade sobre os riscos do trabalho infantil. Em 2016, a campanha adotou o slogan "Trabalho Infantil: você não vê, mas existe", com o objetivo de descontruir mitos, mostrando que a educação garante um futuro melhor para as crianças, e não o trabalho.
As peças produzidas visam contribuir para a mudança da cultura, mostrando que o trabalho infantil existe e deve ser combatido e eliminado para que as crianças possam estudar e brincar.

A campanha foi dividida em três etapas: na primeira parte, foram retratadas as piores formas de trabalho infantil, mostrando que essa realidade está mais próxima do que se imagina. Na segunda etapa, mitos foram descontruídos com dados verídicos, relatando os malefícios do trabalho na infância e, na terceira e última etapa, a ênfase foi no incentivo às crianças para uma nova realidade, valorizando o direito à infância.

Trabalho e Justiça

Pela categoria Mídia Radiofônica, a Secom concorre pelo prêmio com o programa de rádio "Trabalho e Justiça", produzido pela Coordenadoria de Rádio e TV do TST. A ideia nasceu da tentativa de aproximar o cidadão com a Justiça do Trabalho e mostra as decisões de destaque do TST e dos TRTs. O programa vai ao ar na Rádio Justiça de Brasília (104,7 FM), de segunda a sexta-feira, às 10h50min. Todas as edições também ficam disponíveis online no site do TST.

Revista TST e Jornada

Na categoria Programa de TV, dois projetos concorrem ao prêmio. Um deles é o programa Jornada, revista eletrônica criada em parceria com os 24 TRTs e que enfatiza projetos, decisões, atividades culturais e artísticas da Justiça do Trabalho. A proposta é que o público que assiste ao programa possa realizar uma viagem pelo Brasil em busca das melhores práticas e ações que aperfeiçoam os serviços prestados à população que procura a JT. O programa é exibido pela TV Justiça nas segundas-feiras às 19h30min. Todas as edições também ficam disponíveis no canal do Youtube do TST e do CSJT.

O outro finalista nesta categoria é o Revista TST (foto), que destaca as decisões do TST e aborda os direitos trabalhistas de forma dinâmica. O quadro "#QueroPost", por exemplo, é uma das atrações da revista eletrônica, onde a população pode sugerir temas de reportagens nas redes sociais. O Revista TST também apresenta quadros que mostram os serviços oferecidos pelo Tribunal, relembram fatos marcantes da Corte e entrevistas especiais com perguntas dos internautas pelas redes sociais, entre outros. O programa Revista TST é exibido pela TV Justiça às sextas-feiras, ao meio-dia, e todas as edições ficam disponíveis no canal do Youtube do TST.

Premiação

O XIV Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça é uma iniciativa do Fórum Nacional de Comunicação e Justiça, organização não governamental sem fins lucrativos, fundada pelos assessores de Comunicação do Judiciário, do Ministério Público, Defensorias Públicas, OAB, Tribunais de Contas e instituições afins, voltada ao desenvolvimento de debates e ações para aproximar as organizações públicas do cidadão.

 (Victor Almeida/TG)

Inscrição no Canal Youtube do TST