Publicador de conteúdo Publicador de conteúdo

Retornar para página inteira

Coordenadora nacional discute processo judicial eletrônico em Pernambuco



A coordenadora nacional do Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho (PJe-JT), desembargadora Ana Paula Pellegrina Lockmann, participou na terça e na quarta-feira (2 e 3) de encontros com juízes e desembargadores da Justiça do Trabalho da 6ª Região (PE). Acompanhada da juíza Gisela Ávila Lutz, a desembargadora está fazendo uma série de visitas a TRTs, para discutir benefícios e dificuldades do sistema com os magistrados.

"Nossa ideia é que a coordenação nacional do PJe não permaneça apenas em Brasília, mas também visite alguns TRTs para discutir o sistema, explicar o trabalho que está sendo realizado, dirimir eventuais dúvidas, ouvir propostas", afirmou a coordenadora nacional aos juízes de primeiro grau, em reunião na terça-feira (2). Na manhã de quarta-feira (3), o encontro com os desembargadores foi aberto pelo presidente do TRT-PE, desembargador Ivanildo da Cunha Andrade, que destacou o trabalho árduo desenvolvido pela coordenadoria nacional do sistem e os inevitáveis percalços da mudança de rotinas. 

A desembargadora Ana Paula Lockmann ressaltou a posição de vanguarda da Justiça do Trabalho em relação aos demais ramos do Judiciário quanto à implantação do processo eletrônico, mas observou que a plataforma "ainda está longe do ideal". Segundo ela, o grande desafio é justamente manter e melhorar o PJe visando à segurança e à estabilidade, para depois implementar novas funcionalidades.

(Com informações e fotos do TRT-PE)

Esta matéria tem caráter informativo, sem cunho oficial.
Permitida a reprodução mediante citação da fonte.
Secretaria de Comunicação Social
Tribunal Superior do Trabalho
Tel. (61) 3043-4907
secom@tst.jus.br

 

Inscrição no Canal Youtube do TST